Blog

Quais os cuidados preciso ter na hora de comprar um imóvel?

Publicado em 30 de maio de 2017

Seja para fins de moradia ou para fazer um investimento, antes de adquirir um imóvel é necessário avaliar uma série de situações e, independentemente de ser novo ou usado, é necessário evitar erros no momento da compra, que podem causar grandes danos financeiros e frustração. Assim como no marketing – onde os 4 “P’s” formulados por Jeremy McCarthy: produto, preço, ponto de venda e promoção são os principais fatores para o sucesso na estratégia, para escolher de forma correta um imóvel, o comprador também precisa levar em conta quatro pilares fundamentais: os quatro “4 P’s” do patrimônio imobiliário”: ponto, planta, padrão e preço.

O diretor de marketing da Rede Netimóveis e proprietário da D-Filippo Netimóveis, José De Filippo Neto, explica que o preço é o primeiro pilar observado pelos compradores de imóveis pois afeta diretamente na decisão de compra. “O melhor método para identificar se os valores praticados são justos é a comparação. Ou seja, conforme as preferências pessoais é preciso verificar quais são os aspectos que valorizam um imóvel e comparar o preço com outros imóveis similares, em localizações próximas ou semelhantes. Para isso, é necessário pesquisar”, afirma.

A escolha do ponto onde o imóvel está localizado também é fundamental. De Filippo esclarece que para avaliar este fator alguns critérios devem ser analisados como: o imóvel está próximo de vias de acesso da cidade? Por perto existem linhas de metrô ou ônibus e pontos de táxi? “É importante também calcular o tempo que irá levar para chegar até o trabalho, a escola dos filhos ou outros lugares que frequenta sempre. É importante verificar o comércio e os serviços próximos, a segurança do bairro e se o imóvel está inserido em uma região que tende a valorizar e crescer com o tempo”, recomenda.

O terceiro “P” é a planta e, segundo De Filippo, essa deve apresentar cinco características fundamentais: proporção (visualmente, isso se traduz num projeto equilibrado), volumetria (quando o espaço é bem aproveitado, apresentando uma boa proporção entre os elementos), luminosidade (quanto mais luz natural, melhor, sendo que o ideal é que a luz da manhã e do entardecer possam bater em diferentes pontos do imóvel e as sombras garantam o resfriamento do conjunto), funcionalidade (deve permitir a boa execução de tarefas e locomoção) e conforto (a prova final, resultado de todos os itens anteriores, que valorizarão a experiência do morador).

Além destes, o último pilar é o padrão do imóvel que precisa ser observado na hora da compra, seja em imóveis prontos ou em construção. “Quando a qualidade do material utilizado é boa, além do conforto, o comprador terá muito mais tranquilidade no futuro. Como consequência, as manutenções serão mais fáceis e a durabilidade dos materiais será maior. Além disso, quanto melhor o padrão, mais valorizado será o imóvel”, finaliza.